Passamos boa parte do nosso dia na cozinha, por isso é essencial garantir uma boa iluminação para que ela proporcione segurança, conforto, seja funcional e bonita.

São varias as opções de projetos de iluminação para esse ambiente, sendo possível usar iluminações tradicionais, como spots, ou até mesmo os mais sofisticados pendentes.

Iluminação da cozinha

O ideal para este cômodo é utilizar lâmpadas com um bom Índice de Reprodução da Cor (IRC). Assim você conseguirá ver a cor real dos alimentos a serem cozinhados, facilitando na hora de acertar o ponto da carne, por exemplo. Grande parte da linha LED Empalux têm o IRC acima de 70%, proporcionando a você boa reprodução de cores com economia de energia.

Outra vantagem de uma boa iluminação na cozinha é em relação à segurança, já que serão manuseados objetos perigosos nesse ambiente, evitando acidentes e tornando as atividades mais práticas.

Luz quente ou luz fria?

Ambas podem ser usadas na cozinha, mas cada uma proporciona uma experiência diferente.

A luz fria traz mais contraste para o ambiente, melhorando a visibilidade e a luz quente cria um espaço mais aconchegante, ideal para receber visitas. A decisão fica pelo gosto pessoal de quem vai utilizar a cozinha. É legal lembrar que com iluminações direcionáveis é possível aplicar as duas tonalidades de luz no mesmo ambiente, o auxílio de um arquiteto nessa hora é legal para encaixar essa combinação perfeitamente.

Ilumine armários, prateleiras e bancadas.

Um bom exemplo de como iluminar esses locais é usando as fitas de LED. Elas proporcionam linhas de contorno iluminando os móveis e trazendo uma sofisticação para o ambiente. Também são ideais para deixar acesas durante a noite, iluminando com pouca intensidade a cozinha, facilitando a iluminação de madrugada quando se levanta para tomar aquela água.

Gostou? Continue acompanhando nosso blog para mais dicas de como iluminar sua casa. Acompanhe-nos nas redes sociais e fique por dentro das nossas novidades.