Home > Notícias

O futuro já chegou

As lâmpadas incandescentes de 60W poderão ser comercializadas no Brasil somente até o dia 30 de junho deste ano, e as lâmpadas de 40 e 25W desaparecerão gradativamente do mercado até 2016. Juntam-se a elas as lâmpadas de 100W, que não podem mais ser vendidas no país desde o final de 2014; todas sendo extintas por não atingirem minimamente os índices de eficiência nos critérios estipulados pela portaria 1070 de dezembro de 2010.

Por ter um investimento inicial baixo, a lâmpada incandescente sempre foi uma das opções mais procuradas nos pontos de venda. Porém, ela tem alta porcentagem de desperdício, com apenas 15% da energia utilizada se transformando em iluminação e os outros 85% sendo desperdiçados na forma de calor.

Novos hábitos, mais economia

Uma lâmpada incandescente de 60W pode ser substituída por uma fluorescentes de 15W, o que vai proporcionar uma economia de até 80% de energia, além da maior durabilidade. Com as LEDs, além da economia na conta de luz – pois os modelos utilizam ainda menos energia – os impactos ambientais também caem vertiginosamente, pois essa tecnologia é altamente durável gerando muito menos resíduos.

Veja também:

Voltar
Voltar ao Topo | ^