Home > Notícias

Somos um país hidrelétrico

Cerca de 95% da energia elétrica consumida no Brasil é gerada por usinas hidrelétricas, que dependem das bacias hidrográficas do país, em vazão adequada, para produção. Os outros 5% são provenientes de usinas termoelétricas e parques eólicos. Por isso, quando estamos vivendo a chamada “crise da água” falamos tanto de falta de água como de falta de luz, uma vez que uma condição está ligada a outra: menos água, menos produção de energia elétrica. 

Assim, medidas que ajudam a consumir menos energia tornaram-se essenciais e ganham ainda mais importância. E é aí que entram em cena nossos produtos LED, tecnologia altamente eficiente que economiza até 85% de energia e ainda reduz substancialmente o uso de água para seu funcionamento.  

Um olho no peixe outro no gato

Todos já sabem: lâmpadas e aparelhos ligados sem necessidade significam desperdício de energia. E também desperdício de água. E não basta só ficar de olho nas torneiras. Especialistas fizeram cálculos para mostrar o tanto de água que se gasta para produzir a energia elétrica usada em uma residência.

Para apenas uma lâmpada acesa, lá se vão milhares de litros de água. Observe a comparação de diferentes tecnologias sendo usadas cinco horas por dia durante um mês.

Incandescente: 60 mil litros de água

Fluorescente compacta: 15 mil litros de água

LED: 7 a 8 mil litros água

Vale sempre lembrar que vivemos duas crises: no abastecimento de água e no de energia. Além disso, entramos na época do ano de estações mais secas. Todos precisam fazer sua parte e o LED está aí para contribuir.  

Veja também:

Voltar
Voltar ao Topo | ^